​Videografia​

 

FAZENDO FITA (20 min. – U.matic – 1985)

Documentário realizado no Encontro Feminista Latino Americano

e do Caribe de Bertioga sobre as equipes de vídeo que

registravam o evento. Trechos de vários vídeos nacionais e estrangeiros apresentados e discussões acerca do trabalho em vídeo realizado pelas mulheres.

Direção: Maria Angelica Lemos.

 

III ENCONTRO FEMINISTA LATINO AMERICANO E DO CARIBE

(50 min. – U.matic – 1985)

Documentário do III Encontro Feminista Latino Americano e do Caribe, realizado em Bertioga / SP em 1985.

Direção: Jacira Melo e Márcia Meireles.

Realização Lilith Vídeo

 

MULHERES NO CANAVIAL (27 min. – U.matic – 1986)

Mostra a realidade da mulher trabalhadora rural, a partir de seu local de trabalho. Aborda a má remuneração, o esgotamento

físico, a falta de creches para os filhos e a esperança na reforma agrária.

Direção: Jacira Melo, Márcia Meireles e Silvana Afram

Realização Lilith Vídeo

 

MULHERES NEGRAS (20 min. – U.matic – 1986)

A discriminação racial é abordada através das experiências

vividas no dia-a-dia pela mulher negra.

Direção: Márcia Meireles e Silvana Afram.

Realização Lilith Vídeo

 

FEMININO PLURAL (4 programas de 60 min. cada – U.matic – 1986)

Série produzida para a TV que discute as questões colocadas

pelo movimento de mulheres: trabalho, creche, violência doméstica e sexual, saúde e sexualidade.

Direção Geral: Márcia Meireles

Realização Lilith Vídeo

 

CRECHES (30 min. – U.matic – 1987)

O vídeo apresenta mães e pais trabalhadores, funcionários de creches e mulheres que participam do movimento por creches

em São Paulo.

Direção: Márcia Meireles e Silvana Afram.

Realização Lilith Vídeo

 

MÉDICAS, BRUXAS E CURANDEIRAS (15 min. – VHS – 1987)

Registro das oficinas de saúde da mulher realizadas no

V Encontro Feminista Latino Americano e do Caribe, na cidade

de Tazco, México.

Direção: Maria Angelica Lemos.

 

AXÉ (42 min. – U.matic – 1988)

Através de entrevistas, depoimentos, ensaios, textos e

reportagens, AXÉ percorre temas como a verdadeira luta dos negros e negras pela abolição, e suas ações para se integrarem, com igualdade, na sociedade brasileira. AXÉ destaca o racismo,

as marcas de um passado escravocrata, as formas de resistência da comunidade negra e o brilho de uma raça fundamental na formação da identidade cultural brasileira.

Direção: Márcia Meireles e Maria Angelica Lemos.

 

GRAFITE, ARTE URBANA (12 min. – U.matic – 1989)

Homenagem aos grafiteiros de São Paulo, que fizeram dos

muros da cidade, uma verdadeira galeria de arte.

Direção: Maria Angelica Lemos.

 

FIZEMOS O ESTATUTO PRÁ MUDAR ESSE BRASIL

(10 min.- SVHS - 1990)

O vídeo registra a manifestação de crianças e adolescentes,

em São Paulo, por ocasião da aprovação do

“Estatuto da Criança e do Adolescente”.

Direção: Márcia Meireles e Maria Angelica Lemos.

 

MENINOS E MENINAS PARA ONDE VAMOS?

(22 min. – U.matic – 1991)

Documentário sobre os problemas vividos por meninos e

meninas, suas formas de superação e de organização.

O trabalho foi realizado em conjunto com os adolescentes do Movimento Nacional de Meninos e Meninas de Rua de São Paulo.

Direção: Márcia Meireles e Maria Angelica Lemos.

 

SER MULHER EM SÃO PAULO (24 min. – U.matic – 1991)

Documentário realizado por ocasião do dia 8 de março, sobre

a realidade das mulheres que vivem em São Paulo, sua relação

com a cidade, suas dificuldades e expectativas.

Direção: Márcia Meireles e Maria Angelica Lemos.

 

OSWALD, UM HOMEM DE PROFISSÃO

(27 min. – U.matic – 1991)

O vídeo percorre a vida e obra do escritor brasileiro.

Direção: Márcia Meireles.

  

MÁRCIA, PRESENTE (9 min. – U.matic – 1992)

Documenta as manifestações na cidade de Santos em

torno do julgamento do caso de Márcia Leopoldi, cruelmente assassinada pelo ex-namorado.

Direção: Márcia Meireles e Maria Angelica Lemos.

 

TODOS OS DIAS SÃO SEUS (30 min. – U.matic – 1992)

Depoimentos de mulheres contaminadas pelo vírus HIV e os

riscos que corre a população feminina em função de sua

posição subalterna nas relações com os homens.

Direção: Márcia Meireles e Maria Angelica Lemos.

 

 

MEMÓRIA DE MULHERES (37 min. – U.matic – 1992)

Através de entrevistas com aproximadamente 30 mulheres, o vídeo percorre a história do movimento feminista no Brasil,

desde 1975 – Ano Internacional da Mulher – até o início dos

anos 90.

Direção: Márcia Meireles e Maria Angelica Lemos.

 

PLANETA FÊMEA (17 min. – U.matic – 1993)

Documentário sobre as atividades no Planeta Fêmea – tenda

das mulheres no Fórum Global da Conferência de Meio

Ambiente e Desenvolvimento, a Rio 92.

Direção: Márcia Meireles e Maria Angelica Lemos.

 

MÃO NA MASSA (20 min. – U.matic – 1993)

Apresenta projetos de geração de renda com grupos de

mulheres de diferentes regiões do país: “pescadeiras” de Pernambuco, papeleiras e separadoras de lixo do Rio Grande

do Sul, mulheres trabalhando em entreposto e restaurante

natural no Rio de Janeiro, doceiras e artesãs de Minas Gerais

e trabalhadoras rurais do Paraná.

São experiências que conciliam geração de renda com

preservação do meio ambiente.

Direção: Márcia Meireles e Maria Angelica Lemos

 

 

 

 

 

vídeos realizados até finais de 1998

 

 

 

VIDA QUALIDADE VIDA (15 min. – U.matic – 1993)

Mostra o envolvimento das mulheres com o meio ambiente e

as formas alternativas que elas têm encontrado para garantir

a sobrevivência dentro de um novo padrão de desenvolvimento econômico.

Direção: Márcia Meireles e Maria Angelica Lemos.

 

MISSA FÊMEA (15 min. – U.matic – 1993)

Vídeo adaptação da peça teatral “Missa Fêmea” que tem texto

e direção de Maria Lúcia Vidal. O trabalho foi realizado com o

“Grupo Teatral Feminista Maria Vai com as outras”.

Direção: Márcia Meireles e Maria Angelica Lemos.

 

ENCENA (4 min. – U.matic – 1994)

Produção coletiva, fruto de uma Oficina realizada

com lésbicas feministas de São Paulo.

Coordenação: Maria Angelica Lemos.

 

O TEAR E A TRAMA (18 min – U.matic – 1994)

Institucional da Rede Mulher de Educação, seu histórico,

sua linha de trabalho e as atividades que desenvolve.

Direção: Márcia Meireles.

 

COLETIVO FEMINISTA SEXUALIDADE E SAÚDE

(9 min. – U.matic – 1994)

Vídeo institucional que mostra o funcionamento do grupo e

suas diferentes atividades na área de saúde.

Direção: Maria Angelica Lemos.

 

TRATADO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL

(9 min. – U.matic – 1994)

Registro da elaboração do “Tratado de Educação Ambiental”

na ECO/92.

Edição: Márcia Meireles e Maria Angelica Lemos.

 

MULHER, MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO

(20 min.- U.matic - 1995)

Registro de projeto desenvolvido durante 3 anos pelas

ongs: CEMINA, Rede Mulher de Educação, CACES e IDAC.

Direção: Márcia Meireles e Maria Angelica Lemos.

 

VAMOS CANTAR A AIDS (5 min. – Beta – 1995)

Campanha de prevenção à aids, dirigida aos adolescentes

com 5 clipes musicais: rock, rap, coral, reggae e pagode.

Direção: Márcia Meireles e Maria Angelica Lemos.

 

AMMA: PSIQUE E NEGRITUDE (15 min. – U.matic – 1996)

Depoimentos de homens e mulheres negras sobre o

impacto do racismo em suas vidas.

Direção: Maria Angelica Lemos.

 

BEM ME QUERO (4 min. – U.matic – 1996)

Texto poético sobre prevenção a Aids e cuidados com a

saúde. Vídeo realizado em cima de fotos das presidiárias

da Casa de Detenção do Tatuapé de São Paulo.

Direção: Maria Angelica Lemos.

 

ABORTO FATOS DA VIDA (24 min. – U.matic – 1996)

Dados, depoimentos, informações e discussões sobre 

questões referentes ao aborto e sua legalização.

Direção: Márcia Meireles.

 

GÊNERO (15 min. – U.matic – 1996)

Seminário realizado no Coletivo Feminista Sexualidade e

Saúde com a Professora Margareth Rago sobre o conceito

de gênero.

Direção: Márcia Meireles.

 

TV SAMPA (22 min. – SVHS – 1997)

Vídeo apresentação contendo trechos das produções que compõem a programação da TV SAMPA – Associação de

produtores independentes, ligados ao movimento social,

com proposta de realização de programas para os canais

comunitários das TVs a cabo do Brasil.

Direção: Márcia Meireles e Maria Angelica Lemos.

 

PROMOTORAS LEGAIS POPULARES – A EXPERÊNCIA DE

SÃO PAULO (22 min – U.matic – 1997)

Apresentação do curso de formação de mulheres Promotoras Legais Populares, realizado pela União de Mulheres de São

Paulo e o Instituto Brasileiro de Advocacia Pública. Mulheres ligadas às entidades e organizações não governamentais são capacitadas para exercerem plenamente sua cidadania e levar

a outras mulheres o conhecimento de seus direitos.

Direção: Maria Angelica Lemos.

 

EU AMO A VIDA (13 min. – U.matic – 1997)

As mulheres da Casa de Detenção do Tatuapé de São Paulo

falam de como se proteger da Aids, como tratar e viver bem

com aquelas que são portadoras, incentivando a prevenção

e a solidariedade entre as presidiárias.

Direção: Maria Angelica Lemos.

 

O QUE SERÁ? (15 min. – U.matic – 1998)

Adolescentes de ambos os sexos, internos na FEBEM, falam

sobre vida, sexo, virgindade, mitos, masturbação, aids,

camisinha, filhos, amor, sonhos. O vídeo mostra que o corpo

pode estar preso, mas a imaginação, o pensamento e a

esperança no futuro podem voar.

Direção: Márcia Meireles e Maria Angelica Lemos.

DA PORTA PARA DENTRO (9 min. – U.matic – 1998)

O vídeo discute os problemas em torno da feminização da aids

e aponta para a prevenção.

Direção: Márcia Meireles

AGARRANDO A VIDA (22 min. – U.matic – 1998)

Gravação da peça teatral com o mesmo nome tratando

da questão da Aids e doenças sexualmente transmissíveis.

Direção: Maria Angelica Lemos.               

                                              

 

 

A COMULHER continua realizando seus vídeos.

Com a chegada do digital houve uma mudança 

 

no cenário da produção audiovisual, impactando 

 

nossas realizações. Atualmente, algumas delas, 

 

podem ser vistas no YOUTUBE e/ou no VIMEO: 

https://www.youtube.com/user/videoscomulher 

 

http://vimeo.com/user7778983/videos